Quarta-feira, 29 de Abril de 2009

Paranoid smile

(foto Clara Umbra)

publicado por Clara Umbra às 23:37
link do post | comentar | ver comentários (6)
Domingo, 26 de Abril de 2009

Ódio de estimulação

Detesta bares de karaoke e, quando chega a sua vez, interpreta sempre a mesma música, mas fá-lo como ninguém:

I got a broken face
I got a
I got a broken face
Uh-hu, uh-hu, uh-hu, uh-hu, ooo
I got a broken face.

publicado por Clara Umbra às 20:26
link do post | comentar | ver comentários (2)
Sexta-feira, 24 de Abril de 2009

Quando eu também enlouquecer, fechem-me num quarto que tenha uma janela grande, por favor, mesmo que tenha grades

V., advogada, foi trabalhar com uma das pernas dos collants fora das calças, a saltitar como uma cauda; aconselharam-na a meter baixa. T., mecânico, incendiou o prédio onde morava porque pôs o almoço a fazer e saiu de casa para tomar café; encontra-se em prisão preventiva. S., recepcionista, deixou de almoçar fora de casa porque tem de passar toda a sua comida, obcecada com a ideia de que se vai engasgar e morrer. B., professor, escreveu, no trabalho do aluno, "premissão" e ninguém acreditou que ele soubesse perfeitamente como se escrevia "permissão"; foi despedido.

publicado por Clara Umbra às 18:58
link do post | comentar | ver comentários (2)
Quarta-feira, 22 de Abril de 2009

O truque dele é não se levar muito a sério

Natura potentior ars, escreveu Tiziano, em tantos prédios da cidade quantos pôde, durante a noite, e, de manhã, só se contava que Eva correu por entre as macieiras / e todas as flores nasceram da terra. As pessoas reconhecem a verdade quando a encontram.

publicado por Clara Umbra às 22:00
link do post | comentar | ver comentários (4)
Segunda-feira, 20 de Abril de 2009

Coisas que, parecendo que não, nos fazem falta

Estando-se emparedado, deve ser muito difícil suspirar, pensou.

publicado por Clara Umbra às 23:32
link do post | comentar | ver comentários (2)
Domingo, 19 de Abril de 2009

Tempos e modos

Dividiu a folha ao meio com um traço vertical. De um lado registou o que já tinha tido e já não tinha, do outro o que tinha agora; em ambas as colunas factos e pessoas listadas pela sua ordem de importância. Sublinhou duas ou três coisas que já tivera e que agora lhe faziam muita falta. Com umas setas, conjugou as de uma coluna com as da outra, inverteu pesos e proporções... De nada adiantava, as do passado continuavam a ganhar às do presente, que futuro pode um homem ter, assim?

publicado por Clara Umbra às 19:19
link do post | comentar | ver comentários (5)
Sábado, 18 de Abril de 2009

Auto-retrato em fresco

 

(foto Clara Umbra)

publicado por Clara Umbra às 15:25
link do post | comentar | ver comentários (4)
Quinta-feira, 16 de Abril de 2009

Toda a vaidade é defeito?

Juntara-se pouco correio na caixa: duas ou três cartas do banco e uma conta. Olhou à sua volta e achando-se completamente sozinho, introduziu com dificuldade a mão fina e comprida nas caixas dos vizinhos e retirou uma ou duas cartas das caixas de cada um deles. O correio avolumou-se na sua caixa, olhou-a com satisfação e saiu do prédio.

publicado por Clara Umbra às 00:57
link do post | comentar | ver comentários (3)
Quarta-feira, 15 de Abril de 2009

Ainda cinéfilo

O café, outra vez, a espuma na colher, o sol a passar devagar pela mesa ao ritmo da tarde, como num filme.

publicado por Clara Umbra às 00:01
link do post | comentar | ver comentários (2)
Segunda-feira, 13 de Abril de 2009

A vida toda devagar

Recomeçava tudo como se fosse a primeira vez: os bons dias aos conhecidos, entretanto esquecidos e por isso perdoados, as boas tardes aos inimigos, entretanto perdoados e por isso esquecidos, as boas noites ao peixinho-nenúfar cada vez mais verde e mais nenúfar no seu pensamento.

publicado por Clara Umbra às 23:55
link do post | comentar | ver comentários (5)

Endoturismo

Quando todos regressavam de fora, ele regressava de dentro, como quem sai do útero, novinho em folha, mas sabendo já umas quantas coisas; enfim, o desejo de qualquer um.

publicado por Clara Umbra às 00:15
link do post | comentar | ver comentários (3)
Quinta-feira, 2 de Abril de 2009

Férias

Quando Abril chegava, todas as pessoas da sua rua iam para fora, descansar. Ele ia para dentro.

publicado por Clara Umbra às 00:03
link do post | comentar | ver comentários (8)

INTRO

DISCLAIMER

Este é um blogue de ficção. Qualquer semelhança com nomes, pessoas, factos ou situações da vida real terá sido mera coincidência. Ou fruto da imaginação do(a) leitor(a) - o que é bom.

DOWNBEAT

SEHNSUCHT

BACKYARD

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Julho 2015

Maio 2015

Dezembro 2014

Setembro 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Julho 2013

Novembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

EMBERS

blogs SAPO

subscrever feeds

Sitiométrio

Add to Technorati Favorites