Sexta-feira, 6 de Novembro de 2009

Ignoto deo

Era um homem muito religioso. Oferecia presentes e sacrifícios pessoais a diversos deuses, em troca de respostas, numa estranha hierarquia: pedia a um segundo para a eventualidade de o primeiro não o atender, a um terceiro, para suprir alguma falha do segundo, e por aí em diante. Quando esgotava todos os que conhecia e as suas preces não eram ouvidas, subia ao monte e pedia a um deus desconhecido, receando que houvesse deuses em falta. Ele procurava razões e sentidos e explicações para as coisas. Ora não se pode procurar razões e sentidos e explicações para as coisas. Se se encontra, excelente, procurar não vale. É como procurar uma moeda no chão. Conheço pelo menos cinco pessoas que encontraram dinheiro no chão e nenhuma delas estava à procura, mas todas deram conta de que o tinham encontrado.

publicado por Clara Umbra às 00:47
link do post | comentar
12 comentários:
De CÉSAR PRATA a 6 de Novembro de 2009 às 12:27
Inspiração divina?
De Clara Umbra a 6 de Novembro de 2009 às 20:19
Tendo a acreditar mais em epifanias terrenas… mas não sou dogmática...
De joão a 6 de Novembro de 2009 às 13:15
Tomando o texto como exercício literário, está muito bom - como de costume - e fez-me rir - como sempre -, mas pegando na análise humanística da questão, claro que tal filosofia pode degenerar em conformismo. Não obstante, acredito que é assim que acontece e que o importante é saber agarrar as oportunidades quando surgem... mas divagações não pagam dívidas
De Clara Umbra a 6 de Novembro de 2009 às 20:20
Se pagassem eu era uma mulher rica e asseguro-te que sou uma miserável. Aliás, tenho o fígado para venda ao que de vocês os dois pagar melhor.
De Moyle a 6 de Novembro de 2009 às 19:42
só queria ler o título (adoro esta locução, ou lá como se chamam a esta frases latinas) mas li o texto também, claro.

eu também acho que para encontrar o gato preto que está no quarto escuro, a única forma é esperar que ele nos estrague nos roupa com as unhas.
De Clara Umbra a 6 de Novembro de 2009 às 20:21
Os ratos, por exemplo, não têm que esperar muito…
De João a 6 de Novembro de 2009 às 21:29
Os ratos usam roupa?
De Moyle a 9 de Novembro de 2009 às 19:43
usam, sobretudo prato a porter :)
De Moyle a 10 de Novembro de 2009 às 00:11
devia constar: "p'rato a porter"
De João a 10 de Novembro de 2009 às 22:36
AHhhhhhh! E eu que andei aqui dias e dias a tentar perceber a piada. Agora sim. Eu tinha-me lembrado de throtlemouse, mas não sei se...
De Moyle a 10 de Novembro de 2009 às 23:20
e porque não? não é tão boa marca como [Topo] Gigio Armani, mas não é das piores...
De ch a 11 de Novembro de 2009 às 01:56
morrer com estilo é isto:



Grécia: Homem atira-se da Acrópole

Um homem morreu esta terça-feira após saltar da Acrópole de Atenas, a famosa atracção turística visitada anualmente por milhões de pessoas.
De acordo com turistas que presenciaram o sucedido, o homem, que estaria na casa dos 20 anos, não era de nacionalidade grega.


have a nice day

Comentar post

INTRO

DISCLAIMER

Este é um blogue de ficção. Qualquer semelhança com nomes, pessoas, factos ou situações da vida real terá sido mera coincidência. Ou fruto da imaginação do(a) leitor(a) - o que é bom.

DOWNBEAT

SEHNSUCHT

BACKYARD

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Julho 2015

Maio 2015

Dezembro 2014

Setembro 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Julho 2013

Novembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

EMBERS

blogs SAPO

subscrever feeds

Sitiométrio

Add to Technorati Favorites