Quinta-feira, 12 de Novembro de 2009

Solo de tablas em Picadilly

 

O homem subiu à acrópole.

 

De lá, ouvia todas as tablas do mundo ribombar ao compasso do seu coração.

Via luzes fluorescentes, que tentava seguir com o olhar, mas que se perdiam no meio de datas e de rostos cruzados na memória (ao ritmo das tablas que ribombavam ao compasso do seu coração).

 

Ouvia também a respiração das frases que tencionava dizer, mas que não chegava a pronunciar, porque se perdiam por entre ecos, reverberações e tablas da memória.

 

Quando se atirou, deixou de ouvir as tablas para só ouvir a respiração do coração.

 

Quando o corpo caiu no chão, foi o eco da memória que se ouviu.

publicado por Clara Umbra às 17:28
link do post | comentar
7 comentários:
De João a 12 de Novembro de 2009 às 18:52
"De lá, ouvia todas as tablas do mundo ribombar ao compasso do seu coração."

Muito bonito.
Deve ser este o encanto do suicídio de que falam.
De Moyle a 12 de Novembro de 2009 às 22:54
sístole e diástole
baya e daya
sístole e diástole
baya e daya
sístole e diástole
baya e daya
sístole e diástole
baya e daya
sístole e diástole
baya e daya
sístole e diástole
baya e daya
sístole e diástole
baya e daya
sístole e diástole
De César Prata a 13 de Novembro de 2009 às 10:04
circular na seiva
conhecer passos e compassos
viajar do caos à casa
saber as raízes
adivinhar os frutos
De escrevinhadora a 13 de Novembro de 2009 às 11:56
Tenham dó!! Atão, vim eu aos comentários a ver se percebia o que são as tablas... e nicles! Lá tive de ir aos dicionários e só à 3ª é que decifrei o significado (obrigadinha, ó Lello!), mas também não digo!
Clara, que rai' de ideia essa de pôr um tipo a ser assaltado pela dor sonora a ponto de se matar para acabar com ela!...
De ch a 13 de Novembro de 2009 às 12:16
AOUMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
De C. Morgado a 15 de Novembro de 2009 às 22:51
Adorei, as palavras seguem um rumo que parece não ter qualquer nexo mas que fazem todo o sentido. Excelente.
De Clara Umbra a 12 de Março de 2010 às 22:52
Muito obrigada! ;-)

Comentar post

INTRO

DISCLAIMER

Este é um blogue de ficção. Qualquer semelhança com nomes, pessoas, factos ou situações da vida real terá sido mera coincidência. Ou fruto da imaginação do(a) leitor(a) - o que é bom.

DOWNBEAT

SEHNSUCHT

BACKYARD

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Julho 2015

Maio 2015

Dezembro 2014

Setembro 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Julho 2013

Novembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

EMBERS

blogs SAPO

subscrever feeds

Sitiométrio

Add to Technorati Favorites