Segunda-feira, 5 de Abril de 2010

De um absurdo pessoal

Se comprar uma casa fosse apenas comprar um sítio para viver, já teria tomado uma decisão.

Ao longo da sua vida viu milhares de casas, tomando como base de cálculo a média de uma, duas por semana. Quando alguma lhe agradava, voltava lá e tirava medidas. Quando alguma lhe agradava num nível de agrado superior, pedia à agência imobiliária para passar lá a noite – não que acreditasse em energias ou vibrações, mas era muito importante conhecer os ruídos e os ritmos do prédio. Uma vez chegou a alterar a morada em todos os seus documentos pessoais e junto de todas as instituições que lhe escreviam (desistiu do negócio em semanas).

Nunca chegou a comprar casa nenhuma e durante a sua longa existência viveu apenas em duas: na dos pais e na que os pais lhe compraram.

Se comprar uma casa não fosse comprar a própria pele e músculo de que somos feitos, a carne, o osso, o espelho, já teria tomado uma decisão. Assim era difícil. Não há de nós à venda em quantidade suficiente e a preço acessível. Restava-lhe passar, com o entusiasmo e a esperança de sempre, para a casa seguinte.

publicado por Clara Umbra às 21:42
link do post | comentar
14 comentários:
De joão a 6 de Abril de 2010 às 01:11
talvez alugar... como se de um fraque ou um traje de Carnaval se tratasse, uma pele mais efémera.
De Clara Umbra a 6 de Abril de 2010 às 11:07
Hum... tu ouves um Salieri em vez de um Mozart? Não... até o Pushkin e o Rimsky-Korsakov que eram pessoas de bem mas talvez um tudo ou nada distraídas sabem isso.

Penso que não era de efemeridade que esta pessoa andava à procura... malgré-nous...
De joão a 6 de Abril de 2010 às 15:33
Nunca ouviria Salieri, claro. Não só pela famosa cena do filme de Milos Forman, mas principalmente pelo comentário, que desde logo me obrigou a achá-lo como um sucedâneo.

(Excelente escolha musical ali ao lado)
De Clara Umbra a 7 de Abril de 2010 às 00:11
(Danke!)
De Moyle a 6 de Abril de 2010 às 03:13
é pena.
De Clara Umbra a 6 de Abril de 2010 às 11:07
Indeed!
De Sónia a 6 de Abril de 2010 às 10:59
Post em palimpsesto... ou melhor, em mosaico.
Pois, não há de nós em quantidade suficiente, nem à venda, nem à troca, nem para peças.
Às vezes, a nossa própria irrepetibilidade é uma chatice. Para não mencionar o universo "casa pronta"!
De Clara Umbra a 6 de Abril de 2010 às 11:17
;-)
O universo casa pronta dava outro post. Enternece-me tanto que o estado tome conta de nós desta forma carinhosa e meiga como um grande pai...
De Moyle a 6 de Abril de 2010 às 14:18
ou um grande irmão :)
De Clara Umbra a 7 de Abril de 2010 às 00:12
Oh... Tenha medo...! :-)
De Emanuel a 6 de Abril de 2010 às 17:11
Sou solidário, sofro muito com os ruídos. Mas uma noite é pouco. Eu queria uma imobiliária assim: "Se não estiver satisfeito, tem 30 dias para devolver a casa."
De Sónia a 7 de Abril de 2010 às 00:11
Eu queria uma vida assim...
De Clara Umbra a 7 de Abril de 2010 às 00:14
Bom, Emanuel, nesse caso, menos que os 90 dias que a IKEA dá para experimentar os móveis é muito pouco para uma casa...
De Emanuel a 7 de Abril de 2010 às 12:35
É verdade, mas também não queria fazer-me de esquisito... :D

Comentar post

INTRO

DISCLAIMER

Este é um blogue de ficção. Qualquer semelhança com nomes, pessoas, factos ou situações da vida real terá sido mera coincidência. Ou fruto da imaginação do(a) leitor(a) - o que é bom.

DOWNBEAT

SEHNSUCHT

BACKYARD

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Julho 2015

Maio 2015

Dezembro 2014

Setembro 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Julho 2013

Novembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

EMBERS

blogs SAPO

subscrever feeds

Sitiométrio

Add to Technorati Favorites