Sexta-feira, 31 de Outubro de 2008

Fisicamente (parte 2)

Já não me recordo bem do que fiz a seguir, lembro-me de molhar a cara, desesperada, de a massajar, de me deitar outra vez, de tomar um comprimido para me acalmar, de ligar a televisão e ouvir uma piada. Lembro-me distintamente da piada e lembro-me de instintivamente procurar o meu rosto no reflexo do vidro da porta da cozinha e de me ver sorrir, mas de um modo muito, muito vago, que não correspondia de forma nenhuma ao enorme sorriso que eu rasgava dentro da minha cabeça, forçado, alarve, à procura de uma expressão facial à altura.

Tenho a certeza de que peguei no telefone para ligar a alguém, mas lembro-me, claramente, de também pensar que não podia ligar a ninguém e dizer o que se estava a passar. Olha, estou a rir-me, estou desesperada, estou a gritar contigo ao telefone neste momento, mas tudo no meu interior, porque no espelho vejo-me calma e sossegada como ali a minha máquina de café antes de a ligar e começar o ronronar da água a ferver. De resto, foi neste momento que me ocorreu verificar o que se passava com a minha voz, para descobrir que também nela havia, hoje, uma tranquilidade falsa. Agudos e graves controlados, uma modulação leve, falseada, e quase elegante.

Comecei a fazer um esforço para me lembrar de como é que tinha dormido, se tinha demorado para adormecer, em que é que tinha pensado, se tinha sonhado. Certo foi que li, antes de adormecer, o conto do Gonçalo M. Tavares, "Perdido em Buenos Aires", publicado na última Egoísta. Recordo-me que houve uma passagem que ficou a trabalhar longamente na minha cabeça: «Era um homem de quem se dizia não dormir mais do que duas horas por dia. Estas insónias não eram provocadas por nenhum distúrbio biológico ou psicológico, eram pura consequência da vontade. O homem queria estar atento ao possível aparecimento de Deus. Não queria estar a dormir.»

[A contar mais resto... brevemente.]

publicado por Clara Umbra às 00:03
link do post
Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

INTRO

DISCLAIMER

Este é um blogue de ficção. Qualquer semelhança com nomes, pessoas, factos ou situações da vida real terá sido mera coincidência. Ou fruto da imaginação do(a) leitor(a) - o que é bom.

SEHNSUCHT

BACKYARD

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Julho 2015

Maio 2015

Dezembro 2014

Setembro 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Julho 2013

Novembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

EMBERS

blogs SAPO

subscrever feeds